Lembranças

O fórceps
O gesso na clavícula
O peito empedrado de minha mãe
O dedo canhoto na boca
A violeta genciana
O choro de dentro
O berço esplêndido de grades brancas
O meu pai me olhando por trás do cortinado
A cadeirinha azul de madeira com o penico rosa no meio
A fralda de pano e o banho de mangueira
O tomate com sal
O arco-íris: sol e chuva, casamento de viúva
Os Avós – uns sobrando fora da árvore
A minestra com pão e frio
O coelho, o gato, o travesseiro arrastando
A escolinha e a lancheira
O riacho se formando entre as carteiras (Irmã Zenaide não deixou ir ao banheiro)
O choro para dentro
A enchente e a bacia virando barco
A mudança: casa própria da mãe joana
As ruas sem saída
A melhor amiga na janela, roupa igual
A bike sem rodinhas e os joelhos ralados
O carrinho de cachorro-quente
As bonecas na estante
A Judite com o louro no ombro e o chapeuzinho de saco de leite
O Mundo da Criança e a Vila Sésamo
O caderno novo com cheiro de papelaria
O lápis de cor e a má vontade com o verde da bandeira do Brasil
A Professora Cleuza me dando reguada: eu não resolvia a expressão
A tentativa de me expressar fora dos colchetes
O choro por dentro
O colégio de freiras e as tartarugas centenárias passeando pelo pátio
A cantina, o hino nacional (como me comove!), o nome do pai em inglês
O quartinho secreto (no fim era só uma dispensa)
As escadarias vermelhas, tão enceradas que dava dó pisar
O primeiro beijo nunca existiu
O segundo foi o primeiro
O terceiro foi o melhor de todos
A transgressão e a preguiça
A Música
A Praia
O Direito
A Família
O século passado foi ontem…

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>